Dia do Folclore Brasileiro

comidas-tipicas-folclore-brasileiro2Saci-pererê, mula sem cabeça, Curupira, boitatá, lobisomem… Você

conhece alguns desses personagens do folclore brasileiro? E qual deles é o seu preferido? Ou aquele que lhe dá mais medo?

Neste texto, vamos falar sobre alguns personagens do folclore nacional, suas lendas, mitos e curiosidades tão típicas na nossa cultura. E sabe por quê? Hoje, dia 22 de agosto, é comemorado o Dia do Folclore Brasileiro! Data ideal para relembrarmos algumas das figuras mais queridas, divertidas ou assustadoras, dos nossos contos populares, não é mesmo?

Quem é que não se lembra do menininho negro, sapeca, de uma perna só, com seu cachimbo e um gorro vermelho cheio de poderes mágicos? Pois é. O Saci-pererê vivia aprontando travessuras, como queimar comida, amarrar o rabo dos cavalos e acordar as pessoas com as suas gargalhadas em alto e bom som.
E o que dizer do lobisomem, personagem conhecido aqui e em várias regiões do mundo? De acordo com a lenda, numa noite de lua cheia, um homem teria sido atacado por um lobo feroz. Mesmo tendo sobrevivido ao ataque, ele passou a se transformar no animal sempre em noites de lua cheia e a perseguir quem cruzasse o seu caminho.

Quem é que nunca sonhou ou teve medo de encontrar a mula sem cabeça por aí? Com a forma de um quadrúpede marrom ou preto, sem a cabeça, ela era vista galopando e saltando sem parar, além de soltar fogo pelo pescoço e relinchar alto por onde passava.

Já a cobra de fogo, conhecida como Boitatá, protetora das matas e dos animais e que perseguia quem desrespeitasse a natureza, também já deixou muita gente amedrontada, mas também orgulhosa, não é verdade? Um companheiro seu na proteção das florestas e dos animais é o Curupira, um anãozinho de cabelos compridos e vermelhos e muito esperto. Com seus pés virados pra trás, ele conseguia enganar os caçadores e quem quisesse prejudicar o meio ambiente. Tudo pela natureza!

Legal relembrar essas histórias da nossa cultura, não é verdade? Tem mais alguma para compartilhar aqui no blog? Vamos adorar recebê-la.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *